Roacutan: conheça os riscos de utilizar este medicamento para acne

Sua Pele Saudavel Acnes e Espinhas, Cuidados com a Pele, Perigo do uso de medicamentos, Roacutan 15-04-12 Acnes e Espinhas, Cuidados com a Pele, Destaque, Perigo do uso de medicamentos, Problemas de Pele

Roacutan: conheça os riscos de utilizar este medicamento para acne

O impacto que a acne causa nas pessoas é algo realmente sério, podendo destruir a auto-estima de um indivíduo. No dia 4 de março, um caso chamou a atenção de autoridades britânicas. Uma jovem de 18 anos, cometeu suicídio. A jovem era usuária do medicamento Roacutan. Segundo os médicos, o medicamento poderia ter levado a jovem a ter uma uma grave depressão.

O que exatamente é o Roacutan?

Trata-se de um medicamento usado em casos graves de acne. Seu princípio ativo, a isotretinoína, é um derivado da vitamina A. Sua ação é baseada principalmente na redução da oleosidade e produção de sebo, bem como controlar as bactérias que causam a acne. m alguns casos, o tratamento com o medicamento pode se estender por até 8 meses e deve ser obrigatoriamente prescrito por médicos dermatologistas. Trata-se de uma medicação extremamente eficaz, mas que pode provocar problemas sérios.

A acne severa pode levar seus portadores à depressão. Seria correto receitar um medicamento que pode piorar este problema psicológico?

A depressão no caso de pacientes que usam o medicamento é algo um pouco complicado, pois fica muito difícil separar o que seria depressão derivada de uma pele que destrói a auto-estima de uma depressão que possivelmente seja provocada pelo medicamento. Nenhum estudo até o momento provou a ligação entre o Roacutan e depressão, mas os médicos estimam que exista uma ligação entre eles. O Roacutan é semelhante à molécula da vitamina A, por tanto, não está claro o motivo pelo qual esta substância levaria à depressão. Caso um paciente inicie o tratamento com o medicamento e perceber qualquer alteração de humor, deve informar imediatamente seu médico e parar o tratamento ou continuar e obter acompanhamento psiquiátrico.

Por que o medicamento é prescrito se pode ser tão prejudicial?

Isotretinoína, o princípio ativo do medicamento Roacutan.

O Roacutan é um medicamento muito eficaz, mas a prescrição fica a cargo de um ato de equilíbrio entre o médico e paciente. Os benefícios e os riscos têm de ser cuidadosamente ponderados: em algumas pessoas os efeitos psicológicos são mínimos ou inexistentes, já a melhoria na pele é algo muito significativo.

Outros tratamentos podem ser eficazes?

Existem outros tratamentos seguros e eficazes, mas mesmo assim pode levar meses até obter resultados satisfatórios, e é necessário rigor no tratamento para que os sinais de melhora apareçam. Pesquise em nosso site, tratamentos caseiros que podem tem ajudar, sem riscos para a sua pele.

Posts Relacionados:
Deixe sua opinião: